Vista aérea de Little Bay, Anguilla | Crédito: Shutterstock

Anguilla

Status do país: aberto com restrições. Brasileiros podem ingressar no país desde que estejam totalmente vacinados.

Vacina(s) exigida(s): imunização completa contra a COVID-19 e vacina contra a Febre Amarela (tomada pelo menos 10 dias antes).

Documentos obrigatórios: não é necessário visto para estadias de até 90 dias, mas o passaporte deve ter validade mínima de 6 meses.

Exigências de entrada durante a pandemia: passageiros brasileiros podem entrar no país desde que estejam completamente vacinados. Serão aceitos turistas imunizados com todas as vacinas sendo aplicadas no Brasil: Pfizer/BioNTech, Oxford/AstraZeneca, Janssen (Johnson & Johnson) e Moderna. A imunização é considerada completa após 21 dias da última dose da vacina.

Não há a necessidade de realizar a quarentena, mas os turistas serão testados na chegada e devem permanecer no local de hospedagem até o resultado ser liberado, o que geralmente leva 12h. Crianças com 17 anos ou menos e grávidas estão isentas dos exames, mas ele será repetido no quarto dia de estadia.

Os visitantes pagarão uma taxa de US$ 200, a partir de 1° de outubro, para cobrir os custos com os testes e antes da viagem deverão solicitar a permissão de entrada em Anguilla aqui, e enviar um teste RT-PCR negativo, feito com 3 a 5 dias de antecedência ao desembarque. Além disso, o comprovante de vacinação deverá ser apresentado no aplicativo do país e será validado pelas autoridades locais.

Para mais informações, acesse o site.

Todas as informações podem sofrer alterações sem aviso prévio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *